Itaguara

A cidade é uma das principais referências culturais do estado e o potencial turístico é inegável. A vocação para o turismo denotada pela cidade de Itaguara passa pelas diversas manifestações culturais que acontecem e são preservadas por todos os envolvidos no decorrer dos anos. “Onde tem cultura preservada tem turismo”, disse certa vez um ministro. Eventos como o Festival de Inverno, Festival de Bandas de Música, encontro de Folias de Reis dentre outros são marcas registradas do município.

O Congado é hoje uma festa riquíssima em tradição com seus inconfundíveis cânticos e instrumentos populares como reco-reco e tambores reverenciando seus Reis e Rainhas e saudando Nossa Senhora do Rosário. O artesanato é também uma referência da cidade, já que os trabalhos dos artistas são conhecidos nacionalmente. A beleza, as cores e os detalhes dos mencionados trabalhos podem ser conferidos no Centro de Artesanato Nica Vilela.

O município possui o Museu Sagarana que retrata a vida de Guimarães Rosa. A presença do escritor João Guimarães Rosa em Itaguara na década de 30 do século passado deixou um legado significativo, não só pela inspiração literária encontrada pelo autor, mas também pelo exercício da medicina na cidade quando se relacionava com a comunidade e priorizava atendimento aos pobres e marginalizados. A história de Guimarães Rosa com a cidade é ainda mais forte pelo fato de Vilma Guimarães Rosa Reeves, filha do autor, ter nascido em Itaguara no período em que ele residia no município.

As lindas paisagens como as cachoeiras da Pataca, Eldorado, Engenho Velho, Rio São João próximo ao Sarandi, o Pico dos Paivas são alguns exemplos da beleza do lugar.